Estudo de Caso: City of High Point | NETSCOUT

Estudo de Caso: Tablet de análise de rede do OptiView XG mantém os sistemas em funcionamento, economizando tempo e dinheiro para a cidade de High Point.

 
 
 
Visão geral:

Cliente:

Cidade do High Point, Carolina do Norte

 

Mercado:

A Municipalidade

 

Local:

Carolina do Norte

 
 

Desafio:

A cidade de High Point, na Carolina do Norte, tem uma ampla variedade de infraestrutura crítica de
TI que tem de manter em funcionamento o tempo inteiro, incluindo serviços de emergência 24 x 7.
Ela também tem os desafios típicos da rede que os departamentos de TI de hoje têm de encarar: Implementações de IPv6 e VoIP, atualizações de Wi-Fi, migrações de bancos de dados, implementações de VMware e muito mais. E, naturalmente, os orçamentos sempre reduzidos. Tudo isto significa que a equipe de TI da cidade precisava de uma ferramenta integrada que permitisse que permanecesse ágil e rápida para resolver problemas, eliminar viagens e adivinhações, construir argumentos para atualizações ou mudanças do sistema, e mais.

 

Resultado:

The city selected NetScout OptiView® XG Network Analysis Tablet, and in the process cut their troubleshooting time by more than 75 percent. A equipe de TI pode monitorar os sistemas existentes, mostrar graficamente a necessidade a necessidade de mudanças ou atualizações, consegue visualizar os problemas potenciais antes de novas implementações, testar e gerenciar as implementações enquanto elas ocorrem e identificar os problemas rapidamente e resolvê-los. Em pouco tempo, ele tornou-se o ponto de partida para a resolução de todos os problemas de TI que a cidade enfrentava, garantindo assim que o tempo nunca fosse desperdiçado.

 

Produto:

Tablet de análise de redes OptiView ® XG da NetScout

 

“O OptiView XG sempre é o nosso ponto de partida. Ele ajuda em nossa colaboração, permite que entendamos o que precisamos para argumentar a necessidade de atualizações ou planejar novas implementações, e nos permite testar as novas implementações em tempo real e identificar e solucionar os problemas na medida em que ocorrem. Sempre usamos este dispositivo primeiro, assim nunca desperdiçamos nem tempo nem dinheiro.” - Trent Spencer, gerente de rede, Cidade de High Point

Cliente

High Point é uma comunidade com mais de 100.000 habitantes, na aconchegante área central da Carolina do Norte. O departamento de TI da cidade é responsável por manter em funcionamento vários sistemas para uma vasta gama de serviços municipais, de bibliotecas e serviços de utilidade pública até os departamentos de polícia e bombeiros. O departamento supervisiona 30 locais com fibra, 29 redes Ethernet metropolitanas, e uma ampla gama de PCs, servidores, bancos de dados e do equipamentos Cisco que conectam os residentes e mais de 1.600 empregados.

Desafios

A equipe de TI enfrenta dois desafios principais. O primeiro é a tarefa básica de trabalhar rápida e eficientemente para manter todos os sistemas da cidade operando e assegurar que os funcionários permanecem conectados. Os serviços de emergência da cidade acrescentam uma sensação de urgência a essa resolução de problemas, já que precisam estar em funcionamento 24 horas por dia, 7 dias por semana. A equipe de TI não pode se dar ao luxo de passar dias tentando identificar e solucionar problemas, assim, nos últimos vários anos a equipe tem confiado em um antigo OptiView Series III da NETSCOUT como sua ferramenta principal para a identificação e resolução de problemas.

“O OptiView III era ótimo e rotineiramente nos permitia que economizássemos tempo e esforços na identificação e resolução de problemas,” explica Trent Spencer, gerente de rede da cidade de High Point. “Frequentemente o usávamos para localizar um problema antes mesmo de ter de ir ao local, e ele nunca deixo de nos dar ótimos resultados.”

Por exemplo, quando um grande vírus atingiu os sistemas de cidade, Spencer e sua equipe conseguiram usar o OptiView III para identificar o problema e isolar as máquinas afetadas. “Isto permitiu que bloqueássemos a VLAN antes doo vírus poder se espalhar e derrubar a rede inteira da cidade, isto teria sido um desastre,” diz Spencer. “O OptiView III pago mais do que o seu custo apenas nesse exemplo específico.”

O outro desafio também é comum: a equipe de TI é responsável por um grande número de iniciativas novas, pelo planejamento das implementações, pelo teste e controle das instalações, e a identificação e resolução de todos os problemas que aparecem é difícil sem as ferramentas apropriadas. Spencer e sua equipe estão trabalhando nas atualizações de PoE, IPv6 e 1G, na implementação do VMware e da rede Wi-Fi, nas integrações de ERP e nas migrações de bancos de dados, e estão planejando uma implementação futura de VoIP - para citar somente alguns dos projetos. O grupo de Spencer precisa primeiramente de poder avaliar seus sistemas atuais, criar um argumento empresarial para as atualizações e avaliar a prontidão para as mudanças. Também precisam ter a capacidade de analisar e testar as novas implementações enquanto elas estão sendo realizadas, para certificar-se de que estão seguindo os planos e de que podem solucionar todos os problemas quando eles surgem. E, depois que os sistemas estão funcionando e em serviço, precisam ser capazes de ajustar várias configurações ou solucionar problemas para garantir o máximo de performance e de tempo de funcionamento.

“A ferramenta apropriada é essencial para fazer tudo isto acontecer,” observou Spencer. “Precisamos investir em uma nova solução mais abrangente que possa ir além da identificação e resolução de problemas e realmente nos ajudar a compreender o que está acontecendo com nossos sistemas. Queríamos saber quando e onde poderíamos nos beneficiar das mudanças, mas com uma ferramenta que fosse fácil de usar, e rápida… algo que pudesse nos ajudar a garantir que as coisas iriam correr tranquilamente durante o processo.”

Solução

Já que estava familiarizado com a Série OptiView da NETSCOUT, Spencer tinha analisado - e nessa altura, já cobiçava - o fluxo contínuo de novos recursos que a empresa estava acrescentando ao OptiView. Ele sabia que estas melhorias poderiam economizar tempo e esforços significativos da equipe em uma gama muito maior de problemas de rede, e este foi o argumento que apresentou a seu chefe. Quando viu o que a NETSCOUT oferecia com o Tablet de análise de rede do OptiView XG, percebeu que tinha chegado a hora de fazer a atualização.

O OptiView XG oferece às empresas a habilidade de solucionar problemas rapidamente e identificar sua causa raiz. E, com seu suporte para uma vasta linha de perfis de conectividade, de Wi-Fi e PoE a 10GbE e IPv6, ele é ideal para ser usado em qualquer ambiente, seja em um data center com servidores virtualizados ou no campo em um local remoto. Sua interface de usuário intuitiva com navegação inteligente e resolução de problemas orientada e integrada, permite que a equipe de operações de rede aproveite os painéis personalizáveis para visualizar os dados da maneira que for necessária. E a análise gráfica de rota do OptiView XG e os recursos de relatório fornecem não somente uma visão instantânea das conexões entre switches e dispositivos para um mapeamento de rede mais rápido, mas também permitem que mesmo usuários menos sofisticados compreendam melhor o que está realmente acontecendo na rede.

“O OptiView XG não nos ajuda somente a solucionar rapidamente problemas de rede, ele permite que compreendamos - e demonstremos - como os vários aspectos de nossa infraestrutura de TI estão operando. Este é um aspecto crítico quando estamos tentando trabalhar com chefes de departamentos diferentes para melhorar o desempenho da rede,” explica Spencer. "Os números e endereços IP por si só não nos permitem visualizar e compreender o que precisamos para que as pessoas aprovem mudanças, façam alocações de orçamento e parem de ficar tentando empurrar a culpa de um lado para outro. Esta ferramenta transformou-se rapidamente na ferramenta com que começamos a maioria das tarefas que executamos.”


Resultados

O OptiView XG torna mais fácil para Spencer e sua equipe obter uma visão holística de diferentes aspectos da rede e do desempenho dos aplicativos, detectar problemas imediatamente e acessar os detalhes para melhor compreensão do problema.

“Posso analisar redes de 1G, 10G ou Wi-Fi, ver o DNS e os servidores virtuais, coletar informações de VoIP com apenas um clique, e fazer qualquer coisa que precisar,” observa Spencer. “Realmente gosto de poder personalizar os diferentes painéis da tela inicial para meu ambiente, e depois acessar os detalhes de dispositivos, processos, e protocolos específicos sempre que precisar. Posso até mesmo fazer uma captura rápida de pacotes, se precisar de ainda mais detalhes. Seja o que for que quisermos ver, o OptiView XG parece adivinhar.”

Spencer calcula que o OptiView XG reduziu o tempo de resolução de problemas da cidade em mais de 75 por cento, o que não só economiza recursos para o departamento de TI, mas assegura maior tempo de atividade para os funcionários da cidade. “Poder analisar remotamente um problema é extremamente importante para nós. Elimina viagens, indica os problemas com exatidão para que não fiquemos dando voltas em círculos, e nos permite fornecer serviços eficientemente a qualquer parte da organização a partir de um local central. Durante emergências relacionadas ao tempo, isto é particularmente importante porque não podemos ter equipes viajando de um lado para outro.”

Enquanto a cidade considera as atualizações aos seus sistemas, o OptiView XG rotineiramente prova o seu valor. Por exemplo, a migração da cidade para um sistema novo de ERP envolveu um processo significativo de testes, ajustes e resolução de problemas, durante todo o processo de implementação. “Estes sistemas estão trazendo dados de vários servidores, bancos de dados, sites e aplicativos e colocando-os na sua tela. Como pode você demonstrar porque está havendo atrasos?” Pergunta Spencer. “Com o OptiView XG, podemos acessar os detalhes de applicativos ou conexões específicas para ver o que está acontecendo, e compreender que 'Olhe, é este o aplicativo que não está respondendo' ou 'Há informações demais neste processo de construção de banco de dados e isto está fazendo tudo ficar lento'”.

“Antes que termos este dispositivo, tínhamos de pedir aos programadores para dar uma olhada nos servidores, depois falar com o pessoal do banco de dados, e depois com a equipe de segurança com relação à taxa de transferência da rede,” continuou. “Era um exercício demorado, frustrante, e cheio de acusações entre equipes. Agora, basta usar o OptiView XG, isolar o problema específico e solucioná-lo.”

Spencer resume rapidamente porque gosta do novo dispositivo. “O OptiView XG sempre é o nosso ponto de partida. Ele ajuda em nossa colaboração, permite que entendamos o que precisamos para argumentar a necessidade de atualizações ou planejar novas implementações, e nos permite testar as novas implementações em tempo real e identificar e solucionar os problemas na medida em que ocorrem. Sempre usamos este dispositivo primeiro, assim nunca desperdiçamos nem tempo nem dinheiro.”

 
 
Powered By OneLink