O papel do administrador da rede - Ferramentas do administrador de rede | NETSCOUT

Engenheiros de rede

Há várias tendências importantes ocorrendo na função do Engenheiro de Rede. Não importa o tipo de negócio que está sendo suportado pela rede, o engenheiro está sempre sendo encarregado de projetos novos. Entre elas está a implementação de novas tecnologias, como a infraestrutura virtual no Data Center, melhores sistemas sem fio para apoiar e proteger o BYOD, implantação de aplicativos críticos em serviços de nuvem, suporte a Comunicações Unificadas e Serviços de Vídeo, e manutenção do ótimo desempenho de aplicativos e serviços como o VoIP. No final do cabeamento desses itens, com a introdução de portas 10GBASE-T, o Engenheiro de Rede precisa garantir que o cabeamento da infraestrutura esteja apto para abrigar as futuras necessidades da empresa. Naturalmente, todas estas tendências devem ocorrer com um orçamento limitado, uma equipe reduzida de funcionários, e sem nenhum tempo ocioso.

Outra tendência é as empresas terceirizarem suas operações de TI. Para engenheiros de rede empregados por provedores de serviços gerenciados, integradores de sistemas ou VARs, os desafios associados com projetos são ampliados com um foco significativo no atendimento ao cliente e lucratividade do projeto. Saiba mais sobre tendências e o suporte da NETSCOUT para Provedores de serviços gerenciados.

O engenheiro da rede de hoje também é considerado o ponto final para onde são levados todos os problemas de desempenho, independente da causa raiz ser a rede, o servidor, ou o aplicativo. Espera-se que tenham as ferramentas para isolar e identificar o problema, trabalhando com equipes de servidores e aplicativos para chegar a uma resolução. “Não é a rede” já não é mais uma resposta aceitável a um problema de desempenho, e há uma tendência crescente do papel do engenheiro da rede de resolver a causa raiz, não importando de quem seja a responsabilidade.

Impactos na função de engenheiro de rede

A Função do Engenheiro de Rede

O engenheiro da rede costumava ser responsável somente pelas camadas 1-3. Quando determinou-se as responsabilidades das funções, seu papel era somente assegurar-se de que os pacotes fluíssem pela rede com pouco atraso e nenhuma perda de pacotes. Mas, hoje, isto tudo mudou. A responsabilidade do engenheiro da rede se expandiu para incluir todas as 7 camadas, com a resolução de problemas, tempo de funcionamento, garantia de desempenho superior frequentemente tendo precedência sobre qualquer outro projeto. O engenheiro é ainda responsável pela infraestrutura do cabeamento e de rede, mas agora sua função inclui o trabalho com os engenheiros de servidores e de aplicativos para identificar e resolver a causa raiz.

A tendência continuada da virtualização de servidores e, por extensão, os aplicativos que são movidos para a nuvem, igualmente têm um impacto sobre os engenheiros da rede. Espera-se agora que tomem a responsabilidade de resolver problemas de desempenho de redes das quais não tem propriedade, não podem ver e não podem controlar. Se um problema é um problema inter-VM, a visibilidade dos pacotes e estatísticas confiáveis são difíceis de obter. Além disso, o fenômeno BYOD e o enorme aumento na conectividade WiFi em dispositivos móveis exigiu que alguém na maioria dos departamentos de TI se tornasse um especialista em wireless, solucionando problemas transitórios que ocorrem "do nada", frequentemente sem treinamento adicional em RF ou equipamento de análise. Em alguns casos, o ambiente sem fio inteiro precisava ser reconstruído desde sua fundação até o suporte a BYOD, com a criação e aplicação de políticas de segurança para proteger a rede contra ameaças.

Principais considerações - função do engenheiro de rede.

“Não é a rede” já não é mais aceito pela empresa como uma resposta para um problema. Se a causa de origem não está verdadeiramente na rede, o engenheiro precisa ser envolvido para isolá-la e defini-la, e isto exige ferramentas de análise para total visibilidade. Desde que serviços baseados na nuvem seja mover aplicativos críticos para um sistema que o engenheiro da rede não controla, mas pelo qual ainda é responsável, monitorar a rede que pode ser vista e controlado torna-se ainda mais importante. O acesso às ferramentas de gerenciamento e identificação e resolução de problemas é crítico de qualquer ponto da rede, já que os engenheiros podem precisar de conetar a elas praticamente de qualquer local geográfico.

Em redes sem fio, o BYOD e os dispositivos móveis em geral continuarão a utilizar aplicativos de voz, vídeo, críticos para a empresa, todos eles sedentos de largura de banda para dispositivos ultra-móveis. Potência de sinal em um canto do prédio não significa que a qualidade de sinal e a largura de banda exigidas estejam disponíveis ao usuário. Se os engenheiros de rede de hoje continuarem a depender de infraestrutura legada, cabos e sistemas sem fio, eles simplesmente não poderão acompanhar as crescentes demandas que levam a computadores virtuais de alta velocidade no Data Center, 10GBASE-T e BYOD. Devido ao comportamento intermitente de problemas de desempenho de hoje, a análise dos problemas que ocorreram no passado já não é mais uma opção.

Visibilidade

Em uma palavra - visibilidade. Os engenheiros da rede precisam manter contato com os dados em tantos pontos quanto possível, especialmente com aplicativos que são hospedados na nuvem. Nenhum sistema de monitoração fornecerá a visibilidade necessária para resolver todos os problemas. As origens de dados em toda a rede precisam ser aproveitadas para fornecer um panorama geral do desempenho de serviços e aplicativos. O NetFlow, o SNMP, a captura de pacotes do fluxo para o disco, o data mining automatizado e os alertas de desempenho de aplicativos precisam ser usados em todo o sistema para permanecerem acima das ameaças de desempenho e segurança, ao mesmo tempo em que proporcionam aos engenheiros de rede dados que permitem ação no caso de um problema.

Quando um sistema crítico é movido para os serviços da nuvem, é importante que o engenheiro da rede monitore o tempo de resposta do usuário final de aplicativos hospedados, sendo alertado dos problemas antes dos usuários os perceberem. Para servidores virtualizados e aplicativos consolidados, o engenheiro da rede precisa de uma maneira de executar a captura e análise de pacotes na velocidade da rede e de fluxos para disco, mesmo em tráfego inter-VM. Com uma taxa crescente de voz e vídeo na rede competindo com os dados de aplicativos por largura de banda da rede, os engenheiros da rede precisam de configurar uma política perfeita de QoS, assegurando-se de que esteja lidando-se com o tráfego prioritário da maneira que se espera de uma extremidade à outra.

No ambiente sem fio, exige-se ferramentas que medem a qualidade do sinal e o throughput. Estas ferramentas devem poder identificar as causas da interferência, enquanto monitoram as ameaças de segurança e dispositivos não autorizados, assegurando excelente desempenho sem fio em todos os cantos do prédio no tapete e fora dele. A habilidade de identificar, classificar, e localizar dispositivos de BYOD será crítica devido à ameaça potencial à segurança que estes dispositivos introduzem.

Como descrito acima, há simplesmente tecnologias demais em mudança para que um engenheiro da rede possa acompanhar e continuar a ser um expert em todas elas. Em virtude disto, ele precisa confiar em ferramentas de análise automatizada para fornecer orientações quanto a alertas e identificação de problemas, e resolução da causa de origem.

Benefícios da engenharia da rede

Os orçamentos de TI estão sobre pressão constante para fazer mais com menos, conduzindo à necessidade de utilizar serviços que economizem orçamento, ao mesmo tempo que mantêm a empresa funcionando com seu melhor desempenho. Às vezes, as ferramentas exigidas para monitorar, identificar e resolver problemas desses sistemas críticos são cortadas de um orçamento de projeto, ou consideradas opcionais. Esse raciocínio é obsoleto no mundo da infraestrutura unificada, serviços de nuvem, BYOD e tráfego cada vez mais complexo dentro de ambientes de servidores virtualizados multi-estratificados. A fim validar, identificar e resolver problemas e restaurar esses sistemas, os engenheiros de rede precisam de visibilidade para adotar a ação certa no lugar certo, o que, em última análise, poupa dinheiro da empresa e evita tempo ocioso.

Tablet com OptiView XG Network Analysis

O OptiView XG fornece visibilidade incomparável do servidor e do desempenho do aplicativo, da saúde da infraestrutura de rede, da utilização do link, e da saúde do serviço de rede. O tablet de análise é equipado com uma interface de 10Gig, que permite a verificação do link com o teste da capacidade da taxa da linha, assim como uma captura de pacotes sem perda. Os recursos de análise de trajeto e teste de rede com 1 clique permitem que que seja identificado um trajeto através da rede e que ele seja analisado, isolando-se os pontos problemáticos de um único lina. As dependências do aplicativo podem ser determinadas e testadas usando os recursos do ClearSight Analyzer incluído e a infraestrutura de aplicativos. AirMagnet WiFi Analyzer, Spectrum XT e Planner, que também estão disponíveis no OPV XG, são vitais para identificação e resolução de problemas no ambiente de redes sem fio, especialmente na preparação para BYOD.

OptiView XG
Utilitário TruView

O TruView é um único appliance de análise que aproveita as fontes de dados-chave, como a inspeção de pacotes, a análise de transações, o Netflow e o SNMP para apresentar uma visão correlacionada do desempenho da rede e dos aplicativos em uma única exibição em painel, fácil de ser compreendida. Estes painéis são essenciais em qualquer ambiente de TI para se fazer uma análise da causa raiz com apenas um clique para compreender e resolver rapidamente problemas de desempenho. O TruView calibra-se automaticamente de acordo com as linhas de base de desempenho, mesmo em locais remotos. Os painéis simples e a inspeção profunda de pacotes permitem a colaboração entre as equipes de operação e engenharia de rede, no caso de haver um problema, fornecendo a elas os dados críticos necessários para resolvê-lo.

TruView
Visual Performance Manager/Application Performance Appliance

O Visual Performance Manager é um sistema unificado que proporciona serviço de inteligência empresarial, para ajudar as organizações a fornecer serviços comerciais de forma efetiva. O Visual Performance Manager abrange toda a infraestrutura de fornecimento de arquiteturas de aplicativos multi-estratificadas complexas em rede em toda a empresa distribuída, incluindo ambientes virtualizados e de nuvem. Exibições de painel personalizadas podem ser configuradas para exibir componentes críticos para o desempenho dos aplicativos e isolamento de problemas nTier.

Aplicativo de desempenho de aplicativos visuais
Network Time Machine

O Network Time Machine permite que os engenheiros da rede mantenham controle sobre desempenho de aplicativos, mesmo nos ambientes com alta largura de banda que suportam milhares de usuários, ao mesmo tempo fornecendo detalhes a nível de pacotes para os eventos que ocorreram no passado. O recurso Atlas busca automaticamente em Terabyte de dados de pacotes armazenados, procurando períodos de desempenho degradado para aplicativos e serviços críticos de VoIP.

Network Time Machine
AirMagnet Enterprise

Esta solução “olhos no céu” monitora as redes sem fio da empresa, à procura de ameaças ao desempenho e à segurança 24/7, alertando os engenheiros da rede quando um problema aparece. Este sistema é projetado para analisar e oferecer suporte a BYOD, já que uma solução móvel não pode estar em toda parte o tempo todo. Os sensores instalados em todo o sistema garantem que a visibilidade da rede sem fio seja fornecida em todas as partes da rede.

AirMagnet Enterprise
AirMagnet Wi-Fi Analyzer

O AirMagnet WiFi Analyzer é a ferramenta padrão do setor para auditoria móvel e resolução de problemas de redes Wi-Fi empresariais. Os técnicos e engenheiros da rede também são equipados com os dados críticos necessários para resolver rapidamente problemas do usuário final, ao mesmo tempo que detectam automaticamente as ameaças da segurança e vulnerabilidades da rede sem fio. O AirMagnet WiFi identifica os dispositivos BYOD, permitindo que a equipe de TI fique à frente dos usuários quando estes se conectam à rede com telefones e tablets. O recurso AirWise na placa dá alertas de problemas de desempenho e segurança, permitindo que os técnicos resolvam problemas sem a necessidade de treinamento especializado em RF.

O AirMagnet WiFi Analyzer está disponível no OptiView XG Analysis Tablet ou como um produto independente.

AirMagnet Wi-Fi Analyzer
AirMagnetSurvey

O AirMagnet Survey é a solução mais precisa do setor para planejar e projetar LANs sem fio 802.11 a/b/g/n para alcançar desempenho ideal. Esta ferramenta é ideal para identificar a quantidade, a colocação, e a configuração de pontos de acesso para uma implementação completa de rádio de alta largura de banda. Esta ferramenta é um componente crítico para toda a empresa encarregada com o suporte de acesso sem fio para dispositivos sem fio fornecidos pela empresa, assim como para dispositivos BYOD.

AirMagnet Survey 

 

Recursos relacionados

A NETSCOUT proporciona muitos recursos para ajudar nossos clientes (engenheiros de rede) a resolverem desafios. Alguns exigem um registro simples. Veja uma lista completa dos Webcasts, Resumos técnicos e notas de aplicativos para outros tópicos.

Vídeos:

Solucionando problemas de rede e de aplicativos com OptiView® XG
Descubra porque o OptiView® XG é A ferramenta para resolver problemas de rede

 

 

 
 
 
Powered By OneLink