Solucionando problemas de conectividade e da camada física | enterprise.netscout.com

Solucionando problemas de conectividade e da camada física

Nas redes modernas de hoje, o desempenho de rede do usuário final está totalmente relacionado à resolução de problemas da rede. Os problemas mais comuns que os usuários finais se queixam são "Não consigo me conectar" e "A rede está lenta". Redes lentas podem ser causadas pelo aplicativo, no servidor ou na rede. Um problema de rede lenta pode ser causado em qualquer lugar entre o aplicativo, ou o servidor do serviço, e o usuário. No entanto, há uma série de questões na camada física e durante o processo de conectividade que pode fazer com que a rede pareça estar lenta.

Aqui estão 4 rápidas questões para verificar, antes de repassar e mergulhar em uma solução de problemas mais profunda, com pacote de captura e análise.


1. Verifique se a conexão do cabo está boa

Um teste de mapa de fio destina-se a verificar a terminação de pino-a-pino em cada extremidade de um cabo de patch ou de link e a verificar se há erros de conectividade de instalação. Para cada um dos 8 condutores no cabeamento, o mapa de fios indica que você deve verificar:

  • Curtos entre dois ou mais condutores
  • Pares invertidos
  • Pares transpostos ou cruzados
  • Pares divididos
  • Distância à abertura na proteção
  • Todos os demais erros de cabeamento


  • Estes problemas podem ser os mais comuns, já que os cabos de patch em ambas as extremidades de um link podem ser danificados ou facilmente trocados por um cabo de patch ruim, sem perceber algo está errado.

    É importante notar que 10 ou 100BASE-T usa somente dois dos quatro pares, 1, 2, 3 e 6 para transmitir e receber. Enquanto o 1000BASE-T e 10GBASE-T usa todos os quatro pares bi-direcionais para transmitir e receber. Verifique a conexão de cabo nos pares 4, 5, 7 e 8, se reutilizar antigos cabos de patch ou antigas fiações para oferecer suporte a redes Ethernet 1G/10G.


    2. Confirme a relação de torção (cancelamento de ruído e interferência)

    Considerando todos os dados de pesquisa e as principais conclusões, descobrimos que, dada a natureza crítica da WLAN para transformação dos negócios e os desafios significativos que os operadores de rede enfrentam para gerenciá-la, listas de verificação e processos padronizados facilitariam o trabalho dos engenheiros de rede, melhorando o desempenho da rede.

  • Ruído - sinais exteriores de indutância, capacitância e eletromagnéticos.
  • Interferência crosstalk - quando os fios são dispostos lado a lado, os dados reais passando através deles causam pequenos sinais eletromagnéticos externos que penetram no cabo adjacente. Isto é chamado crosstalk.
  • Esta indesejada alta frequência tem um efeito igual no mesmo sentido de ambos os cabos (polaridade). Verificou-se que, ao torcer os cabos ao mesmo tempo, a polaridade eletromagnética dos sinais indesejados é distorcida, à medida que o cabo encurva e se retorce. Isto tem um efeito de cancelamento. Quanto mais torções ocorrer por centímetro de cabo, melhor será o efeito de cancelamento!

    Exemplo de falta de torção, que provavelmente resultará em interferência crosstalk no cabo.

    Exemplo de torção apropriada, sem risco de causar interferência crosstalk no cabo devido ao termo




    3. Validar o serviço DHCP

    Dois dos serviços mais básicos e críticos na rede são DHCP e DNS.  O DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) fornece o dispositivo final com as informações de endereçamento necessárias para se comunicar na rede, o DNS (Domain Name System) resolve nomes para endereços IP. Se qualquer um destes dois serviços parar de funcionar ou fornecer informações imprecisas, tudo ficará parado. O que pode dar errado com DHCP? Um dos problemas mais comuns é servidores DHCP clandestinos. Isso ocorre quando alguém conecta a um roteador a um servidor DHCP para a rede. Isto pode ser muito difícil de solucionar, pois exige rastrear especificamente o dispositivo clandestino. Isto pode incluir seguir cabos até comutadores sem identificação e efetuar login no comutador para determinar a localização do dispositivo.

    Ao realizar um teste de validação no momento da instalação, problemas com esses serviços podem ser resolvidos antes que o dispositivo final seja conectado. Para testar se o DHCP e o DNS estão funcionando corretamente, você terá que iniciar o processo DHCP com uma mensagem de transmissão para descobrir os servidores DHCP no domínio da transmissão. Normalmente, deve haver apenas um servidor DHCP no domínio de transmissão. Ele responde com um endereço IP e a locação, além de fornecer outras informações, como a máscara de sub-rede e o endereço IP do gateway padrão e do servidor DNS.

    Aqui estão algumas informações que podem ser fornecidas ao validar conectividade DHCP

  • O endereço do Servidor IP e o nome do servidor DHCP obtidos no processo de descoberta.
  • Oferecer é o endereço oferecido e aceito.
  • Tempo total é a quantidade total de tempo consumido pelo processo de descobrir, oferecer, solicitar e reconhecer do DHCP.
  • Máscara de sub-rede é a máscara do endereço IP local enviado do servidor DHCP.
  • ID de sub-rede é a combinação da máscara de sub-rede e o endereço IP oferecido (exibido na notação CIDR).
  • Tempo de locação é a quantidade de tempo que o endereço IP é válido.
  • Expirar é o tempo aceito mais a duração da locação.
  • Agente de retransmissão Se um agente de retransmissão BOOTP DHCP estiver presente, isso mostra seu endereço IP. O agente de retransmissão retransmite mensagens DHCP entre os clientes DHCP e servidores DHCP em redes IP diferentes.
  • Oferta 2 Se um segundo endereço for oferecido por um servidor de backup do DHCP, ele pode ser exibido.
  • Endereço MAC O endereço MAC do servidor DHCP.

  • 4. Testar o DNS

    O DNS (Domain Name System) é um sistema utilizado pelas redes Ethernet TCP/IP para nomear computadores e serviços de rede. O DNS pode localizar computadores e serviços usando nomes mais simples, ao invés de um endereço IP, ao aplicar o nome para um endereço IP que esteja associado ao nome.

    O DNS é usado em conjunto com um nome de domínio. Nomes de domínio podem ter um ou mais endereços IP, ou seja, google.com, representado por um número de endereços IP. O processo DNS leva segundos ou frações de segundo. Se o nome de domínio for resolvido inicialmente pelo servidor resolvedor local, isso levará apenas milissegundos (mS).

    Aqui estão algumas informações que podem ser fornecidas ao executar um teste DNS.

  • A Pesquisa de DNS é o tempo que levou para receber o endereço, depois foi enviada a solicitação de pesquisa.
  • Endereços IP resolvidos
  • Servidores DNS primário e secundário.
  •  
     
    Powered By OneLink