Tempo de resposta do usuário final | Monitoramento de usuário final | NETSCOUT

Tempo de resposta do usuário final

O funcionamento de rede nem sempre significa alto desempenho de aplicativos. Os Engenheiros de rede hoje têm acesso a mais pontos de dados para o monitoramento de suas redes do que nunca antes. Eles têm a capacidade de analisar a saúde de dispositivos, sua utilização, pacotes descartados e fluxos de tráfego, coletando dados em ferramentas de gerenciamento de rede. Ainda assim, apesar dessa visibilidade, eles lutam para ficar à frente de aplicativos lentos. A chave para resolver esse problema e ficar à frente dessa tendência é aproveitar a visibilidade fornecida pela análise do tempo de resposta do usuário final.

Por que é tão importante medir e monitorar o tempo de resposta do usuário final?

Embora os engenheiros de rede tenham aparentemente uma infinidade de ferramentas e sistemas para monitorar a integridade da rede, ainda permanece uma lacuna entre o monitoramento da rede e o monitoramento de aplicativos, um fato que está criando a necessidade de uma abordagem diferente: o monitoramento do usuário final. Além disso, há uma pressão cada vez maior para suportar melhor as necessidades do usuário final e elevar a sua satisfação ao implementar o monitoramento do usuário final.

Como os aplicativos crescem em complexidade e escala, a tendência disso é só piorar. Na verdade, 75% das organizações de TI1 sofrem com aplicativos de negócios degradados (lentos), incluindo sistemas críticos de negócios.

Mesmo com ferramentas avançadas de monitoramento, 70% do tempo2 engenheiros de rede aprendem sobre aplicativos lentos devido a respostas negativas de usuários finais. Isto significa que, quando que os engenheiro são chamados, a empresa já sofreu o impacto do problema. A produtividade da força de trabalho tem um impacto direto sobre os negócios, portanto as organizações de TI precisam se concentrar em monitorar os usuários finais e como estes percebem os serviços de TI.

A chave para resolver esse problema e ficar à frente dessa tendência é aproveitar a visibilidade fornecida pela análise do tempo de resposta do usuário final.

 

1 IDG Research Services

 

 

What is important for end-user response time?

Ferramentas que mostram a luz verde em termos de tempo de funcionamento e integridade da rede são importantes. Elas nos fornecem a integridade geral do sistema e mostram quando e onde ocorreu uma parada. No entanto, mesmo com uma rede saudável, os aplicativos ainda podem ser lentos e causar experiências negativas aos usuários finais.

Estas ferramentas de análise não fornecem os detalhes necessários para se enfrentar e resolver os problemas de aplicativos de hoje, que são cada vez mais complexos. Engenheiros de rede precisam acessar os fluxos de dados e transações de usuários sintéticas que irão mostrar-lhes a responsabilidade do cliente, da rede e do servidor/aplicativos sobre o tempo de resposta global do usuário final. Sem esses dados de monitoramento do usuário final, os problemas podem permanecer por muito tempo, enquanto acontecem as trocas de acusações e as adivinhações quanto à causa do problema. Este é especialmente o caso ao resolver problemas com aplicativos baseados na nuvem, já que os engenheiros não têm acesso completo aos sistemas que os suportam.

Os departamentos de TI subestimam o custo real dos problemas de desempenho de aplicativos. Estes problemas custam à empresa em termos de redução de produtividade dos funcionários e diminuição da confiança dos clientes, e normalmente levam muito tempo para serem resolvidos devido à sua complexidade. Para enfrentar estes problemas, não é suficiente que os engenheiros de rede analisem a sua infraestrutura, procurem erros e, em seguida, joguem a bola para outro departamento, depois de determinar-se que a rede não é culpada. Eles precisam ir mais a fundo e utilizar os dados fornecidos pelo monitoramento de EURT (tempo de resposta do usuário final).

 

 

Best Practices to improve end-user response time

A experiência do usuário final é entregue pelas transações com o aplicativo realizadas com êxito e com alta performance. Se ocorrer uma transação lenta ou problemática, mesmo no passado, os engenheiros podem identificar exatamente qual era o domínio do problema e concentrar-se em dados que levam à resolução do problema, e não apenas a uma escalada do problema ou da entrega a outro departamento.

Os engenheiros de rede são responsáveis pelas estradas e caminhos através dos quais o tráfego flui, o que lhes dá acesso exclusivo ao tráfego do usuário final que acessa sistemas de aplicativos. Eles precisam de sistemas de monitoramento de usuário final que recolha esses fluxos de dados e executem uma análise automatizada sobre o tempo de resposta do usuário final, especialmente em data centers onde ocorrem milhares de transações por minuto no fluxo de entrada. Visibilidade no nível de pacotes permite que eles monitorem como os usuários estão interagindo com os servidores e, ainda mais importante, que identifiquem rapidamente qual componente do sistema está lento:

  • Atraso de aplicativos
  • Atraso do servidor
  • Alarmes da rede
  • Atraso do cliente

Em um ambiente híbrido onde alguns aplicativos são hospedados na nuvem, essas métricas podem ser determinadas por testes sintéticos a partir de um sistema de análise. Se ocorre uma lentidão, os engenheiros podem ser notificados da hora do evento, bem como do domínio do problema que contribuiu para a causa raiz . Em vez de depender dos usuários para avaliar a saúde do aplicativo, os engenheiros podem monitorar proativamente esses sistemas para garantir um funcionamento com alto nível de desempenho para os usuários finais.

Aplicativos de alto desempenho representam uma experiência de usuário final de alta qualidade que, em última análise, resulta em uma empresa altamente produtiva.

 

 

 
 
 
Powered By OneLink