O lado escuro da empresa sem fronteiras: impacto no desempenho da rede | NETSCOUT

O lado escuro da empresa sem fronteiras: impacto no desempenho da rede

16 de junho de 2015

Você já ouviu falar da "empresa sem fronteiras"? O termo foi cunhado para se referir à empresa moderna, na qual os processos de negócio já não começam dentro da empresa e de seu departamento de TI, mas em vez disto fluem livremente (sem fronteiras) de dentro e para fora da organização. Computação em nuvem, tecnologia móvel, e "consumerização" do departamento de TI, todos contribuem para o advento da empresa sem fronteiras.

Muito da cobertura da mídia vibra com o potencial da empresa sem fronteiras. O trabalho pode, agora, ser feito em qualquer lugar, por qualquer pessoa, a qualquer momento. Menor cobertura é dada para o lado escuro da empresa sem fronteiras: um ambiente onde a TI sombreada (o uso de software e aplicativos que a TI desconhece) leva à confusão, problemas de compatibilidade, e problemas de segurança. Este é o lado escuro da empresa sem fronteiras.

A TI não está consciente das vulnerabilidades de segurança

Quando a TI é deixada no escuro sobre o que está na rede, é impossível para ela encontrar e fechar as vulnerabilidades de segurança.

Todos os softwares e aplicativos vêm com inerentes vulnerabilidades e riscos de segurança. Quando a TI pode escolher os aplicativos usados, estudar a documentação, e configurá-los com os parâmetros de segurança corretos, em geral estas vulnerabilidades podem ser gerenciadas. No entanto, quando a TI não está nem mesmo ciente que o aplicativo está em uso na rede, as vulnerabilidades estão prontas para serem exploradas. Adicione os inerentes riscos de segurança associados a dispositivos móveis e ambientes de nuvem, e as questões de segurança vão de gerenciáveis para assustadoras.

Criando um ambiente de TI desnecessariamente complexo

Usuários raramente param para considerar como um pacote de software ou app vai se integrar com outros sistemas e, se considerarem, provavelmente não saberão as respostas. A TI entende como todo o software no sistema trabalha em conjunto, assim como o que vai e o que não vai funcionar com o que está lá. Desta forma, mesmo na empresa sem fronteiras, onde os usuários estão continuamente introduzindo novos aplicativos à mistura, a TI está ainda encarregada de fazer tudo funcionar corretamente em conjunto. A TI sombreada pode afetar radicalmente o desempenho da rede, e nem sempre é claro o que está causando o problema, ou o que pode ser feito para corrigi-lo.

As dificuldades no treinamento dentro da empresa sem fronteiras

A TI costumava ser capaz de fornecer treinamento e suporte para os aplicativos de negócios. A empresa sem fronteiras torna isto quase impossível.

A TI é, geralmente, responsável pelo treinamento dos empregados e usuários dos sistemas e soluções da organização, mas isto é difícil quando a TI não sabe bem o que os trabalhadores estão usando para realizar suas tarefas. Treinamento costumava ser a principal maneira usada pela TI para impedir os empregados de fazer coisas que poderiam prejudicar o sistema, ou abrir a rede a vulnerabilidades. Na empresa sem fronteiras, os empregados raramente são formalmente treinados. Quando eles são, muitas vezes é informalmente, através de um colega de trabalho que pode ter algumas ideias nem tão boas sobre como as coisas funcionam.

A TI sombreada pode levar à não-conformidade de licenciamento de software

Freeware e shareware são ferramentas comuns trazidas pelos usuários para o ambiente sem fronteiras, mas alguns destes softwares, na verdade, não são gratuitos quando usados em ambiente de negócios. Isto pode levar a organização a ser colocada fora de conformidade com acordos de software que ela nem sabia que tinha aderido.

Seu departamento de TI está enfrentando estes desafios do lado escuro da empresa sem fronteiras? Solicite uma demonstração ao vivo de como o
TruView can give IT more control, visibility, and awareness of the shadow IT going on in your organization.

Artigos relacionados

Expert Interview with Dennis Zimmer for NETSCOUT
Have the Cloud and Mobile Got Your Enterprise Out of Control? Grab It Back
O futuro do Data Center
BYOD: Dentro? Fora? Em cima do muro? A verdade sobre o futuro do BYOD
Sua infraestrutura de armazenamento foi feita para durar?
Gerenciamento de capacidade na nuvem: Um problema subestimado que você precisa abordar
Negócio arriscado: 7Hábitos sobre BYOD que você precisa parar agora
Entrevista com o especialista Chris Partsenidis, para NETSCOUT
O que é "Enterprise Disaggregation" e o que você precisa saber sobre ele
Qual treinamento seu pessoal de IT Networking precisa seguir?
Como melhorar a experiência do seu usuário final ao usar aplicativos de nuvem
Quais são os benefícios da virtualização de rede?
Quando a melhora no desempenho se deteriora em inovação disruptiva?
Coisas cruciais a considerar ao elaborar sua política BYOD
O papel crucial das redes definidas por software na Internet das Coisas
 
 
Powered By OneLink