Empresa sem fronteiras | Mobilidade da rede | NETSCOUT

Empresa sem fronteiras

Para as organizações em que seus usuários finais confiam no fluxo livre de informações digitais, a promessa de mobilidade é bem-vinda. A realidade dos departamentos de TI nessas "empresas sem fronteiras" é a falta de visibilidade de toda a rede, seja nas instalações, em nuvem e em ambientes sem fio, o que rapidamente coloca na penumbra os benefícios ao negócio quando as coisas dão errado.

O CENTRO DE DADOS DEIXOU O PRÉDIO

A tradicional abordagem voltada à infraestrutura, em que todos os novos serviços eram planejados e ficavam sob estrito controle de TI, está sendo anulada por uma imensidade de opções, incluindo Software-as-a-Service (Saas), Infrastructure-as-a-Service (IaaS), plataformas e aplicativos em nuvem e sem fio/BYOD. O poder de criar uma empresa sem fronteiras está na promessa de opções mais rápidas, mais ágeis e frequentemente mais baratas de novos serviços. No entanto, à medida que mais aplicativos fundamentais para os negócios são implantados, a falta de administração e visibilidade centralizadas pode rapidamente fazer evaporar os benefícios esperados, no momento em que os serviços deixam de estar disponíveis aos clientes, parceiros e/ou funcionários, o que leva à pergunta: "Como a TI responde aos inevitáveis problemas que surgirão?"

 


 

 

AS DORES DE UM MUNDO HIPERCONECTADO

A evolução de pequenas mudanças somou-se à imensa troca das crenças concentradas na infraestrutura, de nossos predecessores; uma evolução sutil, não uma grande revolução. Isso é o advento da empresa sem fronteiras.

Existem duas forças principais que continuarão aumentando o tamanho e o escopo da empresa sem fronteiras: as demandas por rápidas e ágeis empresas e o aumento ínfimo dos orçamentos de TI. Sabendo que não há como escapar disso, a maior e mais preocupante consideração sobre as empresas sem fronteiras é o gerenciamento e a disponibilidade cotidianos de serviços que são prestados por diferentes fornecedores, com ferramentas distintas e nenhum ponto único de visibilidade. Por exemplo, se um aplicativo SaaS não estiver funcionando corretamente, geralmente a equipe de TI da empresa é o primeiro ponto de contato do funcionário para a solução do problema.

Embora o acesso, a rede principal e o Data Center estejam sob seu controle, a conexão com a internet e os aplicativos em nuvem não estão.

Isso é aumentado ainda mais pelo fato de que:

  • raramente fornecedores terceirizados de SaaS oferecem outro SLA além do próprio melhor esforço
  • a proliferação do acesso móvel e sem fio aumenta a probabilidade de que dispositivos móveis não suportados acessem os recursos da empresa
  • O departamento de TI não tem controle e visibilidade dos clientes e funcionários que acessam os recursos do centro de dados de TI por meio de ambientes públicos e híbridos em nuvem
  • 71% dos executivos de nível C acreditam que podem tomar decisões de tecnologia mais efetiva e rapidamente do que as organizações de TI *Wakefield Research)
  • se seu cliente (usuário final) está sentindo a dor, então você e sua gestão sênior ficarão sabendo em alto e bom tom e, geralmente, o resto do mundo também, pelas mídias sociais. Ai!

 

 


 

 



GERENCIANDO O MUNDO CONECTADO

À medida que a empresa sem fronteiras continua crescendo e nosso mundo moderno se torna mais e mais conectado, as organizações de TI precisam encontrar uma forma de compreender e correlacionar os impactos nos negócios a partir da perspectiva do usuário final. Fazer a transição da abordagem voltada de dentro da rede para fora para uma visão de fora para dentro, onde a organização começa com a experiência do usuário final e, então, volta para os componentes de TI, alivia a frustração associada com os processos de monitoramento de rede e aplicativos e tíquetes de resolução de problemas com várias etapas, tudo isso resultando em acusações internas.

Assim, quando o denominador comum se concentra na experiência do usuário final e não nas peças individuais que compõem a cadeia de entrega do aplicativo (sem fio, BYOD, Data Centers, WAN/LAN, balanceadores de carga, servidores Web, backends de armazenamento etc.), o impacto dos problemas de desempenho diminui, os custos são reduzidos e o tempo para gerenciar instalações de TI, sejam as tradicionais ou as novas alternativas, diminui significativamente.

 

 


 

 



COMO ENTENDER A REAL EXPERIÊNCIA DO

 

  • Estabeleça propriedade
    Meça a experiência real (não a percebida) do usuário final, seja na TI tradicional ou na TI alternativa
  • Valide o problema
    Entenda e diferencie usuários individuais, sites e tipos de aplicativos
  • Isole o domínio do problema
    Concentre-se em métricas de qualidade e em cada componente da cadeia de entrega
  • Determine a causa raiz
    Identifique detalhadamente desempenho, QoE e dados de transação para componentes isolados
  • Planeje aprimoramentos contínuos
    Beneficie-se das descobertas de cada área problemática e modifique continuamente

Ao seguir essas melhores práticas, sua organização estará à frente da concorrência, uma vez que você terá uma visão completa de qualquer serviço, dispositivo, unidade e usuário, a qualquer momento.

 

 

Com o mundo se movendo a uma velocidade estonteante, como seu departamento de TI está acompanhando? Novas tecnologias criadas para nos manter conectados e executar nosso melhor trabalho estão sendo criadas diariamente. O desafio é manter os usuários finais conectados 24-7-365; resolver problemas para BYOD e aplicativos que você não controla ou não pode ver - e preparar sua rede para velocidades em gigabit (802.11ac), tudo isso enquanto tenta gerenciar os custos crescentes deste crescimento exponencial.

NUVEM

Os benefícios da computação em nuvem são enormes: flexibilidade da largura de banda, sem capex, benefícios ao meio ambiente, atualizações automáticas de software e maior colaboração entre funcionários. Juntamente com os benefícios, certamente há desvantagens, como falta de visibilidade em sua rede, desempenho de aplicativos e má conexão à internet. As soluções de monitoramento de aplicativos em nuvem da NETSCOUT permitem monitorar a disponibilidade e o desempenho de aplicativos e serviços VoIP, para garantir que seus usuários possam acessar os aplicativos de negócios de que precisam para trabalhar.

MOBILIDADE

Ao trabalhar em uma sociedade digitalmente móvel, colhemos a recompensa de acesso a dados em tempo real, flexibilidade, portabilidade e maior produtividade, o que leva a um melhor equilíbrio entre vida pessoal e vida profissional. O que não é tão recompensador são os desafios que a mobilidade traz aos departamentos de TI, que têm controle limitado ou nenhum sobre os dispositivos e software que acessam suas redes. Repentinamente, a falta de suporte uniforme ao usuário final, redes sobrecarregadas e a incapacidade de padronizar, ou de verificar, dispositivos e seus softwares, se tornam problemas sérios para toda a organização. Felizmente, a NETSCOUT oferece um portfólio de soluções de rede sem fio para garantir segurança e conformidade de redes com e sem fio, para atenuar qualquer problema de projeto, resolução de problemas e segurança, além de problemas de gestão, que ameace os negócios de uma organização. E você não pode fazer um sem o outro, tudo o que é sem fio começa com um fio.

COMUNICAÇÕES UNIFICADAS

As comunicações unificadas (Unified Communications, UC) otimizam os processos de negócio e aprimoram as comunicações humanas ao reduzir a latência, gestão de fluxos e eliminar dependências de dispositivos e mídias*. Os desafios associados às UC incluem limitada infraestrutura e interoperabilidade com ativos existentes, possíveis preços altos para instalação, conhecimento interno limitado para instalação e gestão, e problemas de conectividade de rede. Resolver problemas de rede com as soluções de análise e resolução de problemas da NETSCOUT é tão fácil quanto diagnosticar, mapear e identificar. (*Artigo de Rick McCharles sobre UC)

Felizmente, você tem a NETSCOUT ao seu lado. Sempre que precisar, a NETSCOUT lhe ajuda a monitorar e gerenciar nuvem, mobilidade e comunicações unificadas pelo seu Data Center e pela nuvem.

  White Papers  
Como a TI pode assumir o controle da empresa sem fronteiras
Neste trabalho, produzido em parceria com o IDG, aprenda por que ter uma perspectiva centrada no usuário final garante o desempenho adequado da rede e dos aplicativos em ambientes de rede na nuvem, privada e híbrida.
Por que o engenheiro de rede precisa mudar
Por muito tempo, o mantra que empresários e executivos de TI usavam para descrever como funções de TI bem gerenciadas deveriam ser realizadas era que elas deveriam ter o desempenho de um utilitário. Com isso, queriam dizer que os serviços de TI deveriam ter a mesma disponibilidade, confiabilidade, desempenho e invisibilidade de outras utilidades públicas, como a eletricidade.
Porém, a mudança é inevitável, mesmo no dinâmico mundo de TI. Há dois novos mantras impulsionando o desempenho de TI hoje. Leia este artigo para assegurar que a sua organização está acompanhando o ritmo.
Você está pronto para a próxima geração de gerenciamento de rede?
Em artigo após artigo que o comércio de TI produz, este continuamente comunica a mensagem de que o ambiente de TI está mudando. Uma reação comum para estes artigos é dizer “E daí?”. O ambiente de TI está sempre mudando. Qual é a diferença do passado e o que significa para profissionais de TI hoje e no futuro?
Guia de migração para IEEE 802.11ac
Fornecedores AP têm promovido suas próprias orientações e recomendações sobre esta nova tecnologia, mas com este guia de migração, do líder do setor em projeto, instalação e resolução de problemas de redes 802.11ac, os usuários têm um guia consolidado e definitivo para a instalação com sucesso de 802.11ac de qualquer fornecedor AP.
Cinco problemas comuns de Wi-Fi (com soluções simples!)
Guias de projeto e melhores práticas de instalação Wi-Fi são abundantes, e muitos deles podem ser úteis. O problema é que se já houver Wi-Fi instalado e em operação, um guia de projeto não será tão útil quanto a resolução de problemas.
Passo a passo: lidando com os desafios de interferência de RF
Saber que interferências podem causar problemas de Wi-Fi é o primeiro passo. As coisas podem ficar mais difíceis quando você se torna mais específico. Questões difíceis precisam ser respondidas.
Análise de BYOD usando AirMagnet WiFi Analyzer
Este artigo foi redigido para ajudar técnicos de rede a compreender algumas das questões-chave ao apoiar BYOD. O artigo tratará de aspectos importantes, e às vezes negligenciados, de suportar vários dispositivos Wi-Fi, bem como soluções e estratégias específicas para suporte ao BYOD, incluindo os oferecidos pela ferramenta de análise LAN sem fio da NETSCOUT, AirMagnet WiFi Analyzer.
  Infográfico  
Pesquisa EMA
Infográfico da empresa sem fronteiras
Vivemos em um mundo sempre conectado. O uso de wireless permitiu que empresas e seus usuários se comuniquem por 24 horas por dia, todos os dias, de qualquer lugar, criando novos desafios para departamentos de TI e para as infraestruturas que os departamentos suportam.
  Vídeos  
História de sucesso com clientes – O Australian Council for Educational Research (ACER)
O ACER é especializado em pesquisa e desenvolvimento educacional. Saiba como eles conseguiram mais controle e visibilidade em sua rede e reduziram custos com consultores externos.

 

 
 
 
Powered By OneLink