O papel crucial das redes definidas por software na Internet das Coisas | enterprise.netscout.com

O papel crucial das redes definidas por software na Internet das Coisas

16 de junho de 2015

É difícil imaginar a Internet das Coisas (ou IoT) trabalhando da forma rápida e eficiente, como ela precisa, com todos os roteadores, firewalls, redirecionamentos e outras coisas necessárias para fornecer coleta de dados sólida para análise e medidas de segurança realistas? Usando hardware padrão, a IoT pode nunca vir a ser aproveitada. Mas com o Software-Defined Networking (SDN), a IoT pode efetivamente se tornar uma realidade.

A fim de alavancar o verdadeiro potencial da IoT, você deve pensar
além dos smartphones e computadores, e fornecer acesso a eletrodomésticos, máquinas industriais, veículos, “wearables”, e muito mais.
A SDN virtualiza os componentes e serviços dentro de uma rede, diminuindo a latência e reduzindo a necessidade de hardware. Na medida em que dispositivos e usuários se joguem na IoT, o SDN pode se tornar o gateway que permite que ela aconteça, bem como o bloqueio que permite que ela se mantenha segura.

A SDN pode gerenciar os vários dispositivos dentro da IoT

A SDN é um método para centralizar o controle da rede e dos dispositivos, permitindo que a rede seja extremamente flexível. Usando controle automatizado baseado em políticas, ela permite o acesso fácil através de qualquer dispositivo ou plataforma, enquanto autentica constantemente usuários e dispositivos, e faz a varredura contra ameaças potenciais. O ambiente virtualizado oferecido pela SDN significa que a rede é acessível para dispositivos de qualquer tamanho, qualquer tipo de interface, e para todos os tipos de usuário.

A SDN pode proteger as redes na IoT

A SDN configura automaticamente os dispositivos de rede, coletando os dados necessários para análise, enquanto mantém privados os detalhes da infraestrutura subjacente ao dispositivo. Ela é projetada para autenticar usuários e dispositivos, e seguir as regras de acesso prescritas. A SDN simplifica enormemente a configuração da rede, e é capaz de corrigir as ameaças de segurança enquanto elas acontecem, permitindo uma experiência perfeita para o usuário em qualquer dispositivo, sistema operacional, navegador, ou outra plataforma.

A SDN pode fornecer a flexibilidade necessária para gerenciar a IoT

A SDN virtualiza e automatiza o acesso à rede, para que a experiência aconteça em tempo real.

Um dos maiores desafios enfrentados pelos administradores de rede com a IoT é a habilidade de coletar dados e realizar análises, para produzir uma experiência positiva do usuário em tempo real. A SDN faz isto muito mais rápido e melhor do que componentes de rede baseados em hardware. A SDN é capaz de redirecionar o tráfego automaticamente quando necessário, acelerando significativamente o processo. A SDN pode também alimentar o ambiente onde as análises são conduzidas, para que percepções a partir dos dados sejam entregues instantaneamente.

Com a SDN, a resolução de problemas da rede é geralmente feita de forma automática. A virtualização também permite que as organizações forneçam o poder da IoT muito mais barato do que seria possível em uma rede baseada em hardware.

Sua organização está preparada para aproveitar o potencial da IoT? Sem a SDN, seria extremamente difícil, ou talvez impossível, alavancar o vasto número de dispositivos e usuários na IoT. Para saber mais sobre o potencial da SDN, e aprender como migrar para esta ferramenta inovadora, faça agora mesmo o download do white paper, "Você está pronto para a próxima geração do gerenciamento de redes".

 
 
Powered By OneLink